Obras na Escola da Mãe de Deus vão avançar ainda este ano

Obras na Escola da Mãe de Deus vão avançar ainda este ano

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   3 de Jul de 2018, 15:37

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, garante que as obras na Escola da Mãe de Deus, vão avançar no início do próximo ano letivo.

Após um encontro com o Conselho Executivo da Escola Roberto Ivens, o autarca esclarece, em nota de imprensa, que apesar de a candidatura apresentada pela autarquia de Ponta Delgada aos fundos comunitários não ter sido totalmente aprovada, as obras vão avançar e contemplar a parte escolar e o pavilhão desportivo, tal como previsto inicialmente.


O projeto mantém-se, o que se altera é o modo de financiamento. A empreitada está orçada em 4,1 milhões de euros, sendo que 2,650 milhões de euros destinam-se à intervenção na parte escolar e podem ser comparticipados até 85%.

O pavilhão desportivo, que irá servir a comunidade, está orçado em 1,470 milhões de euros, um valor que será suportado na íntegra pela Câmara Municipal de Ponta Delgada.

O início das obras está prevista para ter lugar entre setembro ou outubro deste ano, sendo que os cerca de 432 alunos da Escola da Mãe de Deus, devem transitar provisoriamente para a Escola das Maricas em São Roque, numa opção da escola.

Desta forma, a autarquia vai, e ainda durante as férias deste verão, avançar com alguns melhoramentos no estabelecimento escolar das Maricas.

Acrescenta a nota que o projeto de arquitetura da Escola da Mãe de Deus, que inclui a construção de um polidesportivo coberto e de zonas de estacionamento, é da autoria de Luís Almeida e Sousa. As obras vão incidir, maioritariamente, na manutenção do edifício existente (do “Plano dos Centenários”), na estruturação da área desportiva e na articulação dos vários edifícios, de modo a permitir a sua interligação em zona coberta.

Está previsto manter o acesso existente ao recreio, pela Rua da Mãe de Deus, exclusivamente para situações de emergência e, ainda, o acesso pela Rua Nova do Visconde, introduzindo-se aí uma área de acesso e estacionamento, exclusiva para os professores, funcionários, serviço ao refeitório e recolha de resíduos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.