Nuvem em espaço português não afecta tráfego


 

Lusa / AO online   Regional   20 de Abr de 2010, 12:04

A presença da nuvem de cinzas vulcânicas no espaço aéreo português não deve provocar transtornos à aviação e a tendência é para o seu afastamento da área nacional, disse à Lusa a NAV - Portugal.
Álvaro Antunes, controlador de tráfego aéreo do Centro Oceânico de Santa Maria da NAV - Portugal, explicitou à Lusa que a nuvem vulcânica entrou no espaço aéreo português cerca das 00:00 de hoje e que, pelas 12:00, se localizava a cerca de cem milhas (160 quilómetros) a norte da ilha do Corvo, no arquipélago dos Açores.

"Nunca se aproxima muito mais do que isso. Às 18:00 estará talvez a 50 milhas da ilha do Corvo" mas a "tendência parece ser de deslocamento para norte/noroeste, de afastamento" da zona aérea nacional, explicou o também membro do grupo de cinzas vulcânicas da Organização Internacional de Aviação Civil.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.