Núvem de cinzas vulcânicas afecta 104 voos nos aeroportos continentais


 

Lusa/ AO On line   Nacional   8 de Mai de 2010, 09:53

A nuvem de cinzas vulcânicas levou ao cancelamento de 104 voos que se realizariam hoje nos aeroportos de Lisboa, Porto e Faro, disse o porta-voz da ANA - Aeroportos de Portugal.  Estima-se que a núvem se aproxime, ao fim da noite, do arquipélago dos açores tocando as ilhas dos grupos central e oriental, dada a sua trajectória para sul.

"Foram cancelados 104 voos em Portugal continental", dos quais 50 no aeroporto de Faro, 36 no Porto e 18 em Lisboa, afirmou Rui Oliveira.

Os cancelamentos dividem-se igualmente entre partidas e chegadas.

A nuvem de cinzas do vulcão islandês Eyjafjöll obriga a alterações de rotas que, por sua vez, levam a "ligeiros atrasos" nos horários, referiu ainda o porta-voz da ANA.

Um comunicado da Navegação Aérea de Portugal (Nav Portugal) refere que a nuvem de cinzas vulcânicas está na zona norte da Região de Informação de Voo de Lisboa e a sua densidade levou à definição de uma "zona de interdição de voo" até aos 35.000 pés (cerca de 10 quilómetros).

Assim, a zona dentro do território nacinal acima dos 20.000 pés (cerca de 6 Km) mantém-se aberta ao tráfego.

Estas condições permitem que o aeroporto Sá Carneiro mantenha a operação, embora "com algumas limitações" que serão levantadas a partir das 13.00.

Nas próximas horas, "haverá um movimento desta nuvem para leste e para o final do dia ligeiramente para norte", segundo o comunicado.

A Nav Portugal prevê que a partir das 19:00 o continente fique livre desta situação mantendo-se ainda a "zona de interdição de voo" no limite noroeste da Região de Informação de Voo de Lisboa, mas já totalmente fora do território nacional.

O avanço da nuvem de cinzas vulcânicas da Islândia já levou à decisão de encerrar 16 aeroportos em Espanha.

A atividade do vulcão Eyjafjöll, em erupção desde 21 de março, voltou a intensificar-se na quinta feira à noite.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.