Número de casamentos em Portugal aumentou 3,8 por cento em 2017

Número de casamentos em Portugal aumentou 3,8 por cento em 2017

 

Lusa/AO online   Nacional   30 de Abr de 2018, 14:05

O número de casamentos em Portugal aumentou 3,8 por cento em 2017, uma tendência registada desde 2015, segundo as “Estatísticas Vitais” do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgadas esta segunda-feira.

Segundo os dados hoje divulgados, em 2017 realizaram-se em Portugal 33.634 casamentos, mais 3,8% que no ano anterior (mais 1.235 casamentos).

Desde 2015 que a tendência do número de casamentos tem sido de aumento.

Entre 2010 a 2014, o decréscimo mais significativo verificou-se em 2011, com uma diminuição de 9,9% face a 2010.

Dos casamentos celebrados em 2017 em Portugal, 33.111 realizaram-se entre pessoas de sexo oposto e 523 entre pessoas do mesmo sexo (422 em 2016)

Do total de casamentos entre pessoas do mesmo sexo, 282 foram entre homens e 241 entre mulheres.

Ainda de acordo com as estatísticas, do total de casamentos entre pessoas de sexo oposto 11.153 (33,7%) foram celebrados pelo rito católico, 21.803 (65,8%) realizados só na forma civil (casamentos civis) e 155 (0,5%) segundo outras formas religiosas.

A proporção de casamentos católicos registou uma redução de 1,6 pontos percentuais em relação a 2016 e de 8,4 pontos percentuais face a 2010.

Em 2017, 56,1% dos casamentos – 18 861 – realizaram-se nos meses de verão (entre junho e setembro), sendo agosto o mês com maior frequência (5 263), seguido de setembro (5 224) e de julho (4 808).

Os dados estatísticos do INE revelam ainda que houve em 2017 mais viúvas do que viúvos devido à sobremortalidade masculina.

Em Portugal, em 2017, ocorreram 45.391 dissoluções de casamento por morte do cônjuge, de que resultaram 13 197 viúvos e 32 194 viúvas.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.