Novo líder do PSD/Açores é escolhido este sábado

Novo líder do PSD/Açores é escolhido este sábado

 

Lusa/Ao online   Regional   29 de Set de 2018, 10:14

Dois candidatos vão este sábado a votos para a liderança do PSD/Açores, ambos na esperança de recuperarem o ciclo de vitórias que se perdeu com a saída de Mota Amaral do Governo Regional, há 23 anos.

Às eleições internas agendadas para hoje - após o atual líder regional, Duarte Freitas, eleito em 2013, ter anunciado que estava de saída – candidatam-se Pedro Nascimento Cabral, advogado, e Alexandre Gaudêncio, presidente da Câmara da Ribeira Grande.

Gaudêncio, vice-presidente da comissão política regional, propõe para o PSD/Açores um “novo rumo” e o mobilizar para o partido de cidadãos com “provas dadas”.

O jovem autarca da Ribeira Grande (a segunda cidade mais importante da ilha de São Miguel), militante do partido desde 2001, encara a política “não como uma profissão, mas como um serviço público em prol das pessoas”, disse recentemente em entrevista à agência Lusa.

Na entrevista, afirmou ainda que quer ir “buscar os melhores” à sociedade açoriana para o PSD/Açores.

Já Pedro Nascimento Cabral, advogado e filho de um jornalista e militante histórico do PSD/Açores, diz sentir um "inconformismo tremendo" com a direção de Duarte Freitas e as derrotas recentes do PSD na região.

Propondo-se a "mudar o paradigma" da atuação do PSD/Açores e da política açoriana, o candidato afirmou à Lusa que, após quase 25 anos de governação socialista, a região se encontra numa situação “absolutamente degradante” nos seus vários setores, apresentando a educação a mais baixa taxa de abandono escolar, enquanto na saúde as listas de espera têm vindo a crescer constantemente.

O candidato cola o seu adversário político, Alexandre Gaudêncio, vice-presidente da Comissão Política Regional, ao "conflito geracional" que a ainda direção do PSD/Açores, liderada por Duarte Freitas, protagonizou, e que acabou no recente afastamento do histórico Mota Amaral, "fragmentando o partido e originando graves consequências em termos de organização do partido".

Nas últimas eleições no PSD/Açores votaram menos de dois mil militantes, embora o universo eleitoral açoriano seja de aproximadamente 11 mil sociais-democratas.

Haverá no sufrágio deste sábado 46 mesas de voto, todas abertas entre as 17:00 e as 20:00, exceto a mesa na sede regional, em Ponta Delgada, aberta entre as 14:00 e as 20:00, indicou fonte oficial do partido.

Os resultados serão conhecidos ainda na noite de sábado.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.