Negociação com ANA sobre aeroporto do Montijo decorre "a bom ritmo"

Negociação com ANA sobre aeroporto do Montijo decorre "a bom ritmo"

 

Lusa / AO online   Economia   19 de Jun de 2018, 21:13

O secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d'Oliveira Martins, afirma que as negociações com a ANA sobre o aeroporto do Montijo decorrem "a bom ritmo", esperando "em breve" um acordo quanto à conversão daquela base militar para aviação comercial.


"A negociação do aeroporto complementar do Montijo está a decorrer num bom ritmo. Acreditamos e temos confiança que vamos chegar a um acordo em breve com a ANA", a gestora dos aeroportos, afirmou o governante, durante um voo de teste do novo avião A330 neo da TAP.

"A comissão de negociação está a trabalhar a um bom ritmo, há ainda passos procedimentais que têm de ser tomados", acrescentou ainda o governante, referindo estar a ser feito trabalho nas alterações ao acordo de concessão da ANA, conforme previsto no memorando para analisar profundamente o uso do Montijo de forma a aumentar a capacidade aeroportuária de Lisboa.

No passado dia 12, o diretor do aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, João Nunes, afirmou que a infraestrutura do Montijo poderá estar a receber voos civis em 2022, desde que haja uma "decisão favorável" dentro do calendário elaborado.

"Acreditamos que há todas as condições, neste momento, para que se houver, dentro do horizonte temporal estabelecido, uma decisão favorável, estamos preparados para que tenhamos operações civis no Montijo já em 2022", afirmou o responsável, indicando que deverá haver uma posição final no segundo semestre.

O diretor garantiu que a responsabilidade da ANA está cumprida em termos de apresentação de projetos necessários. "Havia algumas matérias pendentes, que tinham a ver com estudos ambientais, que também já estão entregues. Consideramos que estão reunidas todas as condições e o Governo terá todos os elementos necessários à tomada de decisão, que é importante que ela seja tomada efetivamente, rapidamente", considerou.

Em fevereiro de 2017, a ANA e o Governo assinaram o memorando de entendimento e em outubro, a concessionária entregou a proposta de construção da infraestrutura aeroportuária.

O mais recente passo no processo foi a entrega do estudo de Impacto Ambiental (EIA) pela ANA ao Governo.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.