Açoriano Oriental
Navio Mestre Jaime Feijó em processo de certificação e manutenção a partir de 7 de outubro

O navio Mestre Jaime Feijó estará ausente da operação da Atlânticoline, a partir do próximo dia 7 de outubro, devido à necessidade da sua imobilização para renovação de certificações e pequenos trabalhos de manutenção.

Navio Mestre Jaime Feijó em processo de certificação e manutenção a partir de 7 de outubro

Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Segundo comunicado, os tabalhos serão realizados em Ponta Delgada, onde decorrerão vistorias para renovação dos certificados de bandeira e de classe, bem como da certificação dos meios de salvamento e combate a incêndios.

No âmbito do procedimento de receção definitiva e garantia, serão realizados diversos trabalhos de reparação e manutenção em vários espaços e máquinas do navio e ainda uma inspeção subaquática ao casco.

Durante a imobilização, os horários da operação serão reajustados, de forma a rentabilizar o ferry Gilberto Mariano, permitindo a sua utilização no máximo número de viagens possível.

Desta forma, as viagens da Linha Verde, que liga as ilhas do Triângulo, sairão da Horta mais tarde do que o habitual; às 09h00 e às 18h45.

Na Linha Azul, que liga os portos da Horta e da Madalena, serão realizadas algumas viagens intermédias com o Cruzeiro do Canal, estando, no entanto, garantida a realização da maioria das viagens, incluindo as de maior procura, com o ferry, permitindo o transporte de viaturas.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.