NATO investiga morte de 4 civis mortos no Afeganistão


 

Lusa / AO Online   Internacional   25 de Out de 2009, 08:25

A NATO anunciou num comunicado ter aberto um inquérito sobre a morte de quatro civis mortos sábado pelos seus soldados no Sul do Afeganistão.

Sábado, o governador da província de Kandahar “condenou firmemente este incidente”, explicando que uma coluna militar da força da NATO no Afeganistão (ISAF) “abriu fogo sobre um veículo civil, matando duas mulheres, uma criança e um homem”.

Um homem e duas mulheres também ficaram feridos, acrescentou a mesma fonte.

A Força Internacional de Assistência à Segurança (ISAF) reconheceu as mortes no seu comunicado, embora tenha evocado apenas dois feridos.

“Um incidente ocorreu na cidade de Kandahar no qual quatro civis foram mortos (...) quando o motorista de um veículo não parou aproximando-se de soldados da ISAF”, revelou o comunicado dos militares.

“Os soldados da ISAF tentaram várias vezes avisar os tripulantes do veículo, que se aproximava rapidamente, com medidas passivas, mas temendo pela sua segurança, abriram fogo sobre o veículo”, acrescentou a ISAF.

“O incidente é alvo de um inquérito”, precisou.

Os erros das forças internacionais são relativamente frequentes no Afeganistão e influenciam largamente a hostilidade crescente da população à presença estrangeira.

Bastião rebelde e uma das regiões mais violentas do país, a província de Kandahar foi berço do movimento dos talibãs afegãos nos anos 1990.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.