Mulher suspeita de tiroteio na sede do Youtube encontrada morta

Mulher suspeita de tiroteio na sede do Youtube encontrada morta

 

Lusa/AO online   Internacional   4 de Abr de 2018, 09:51

A mulher suspeita de ser a responsável pelo tiroteio de terça-feira na sede da Youtube em San Bruno, nos Estados Unidos, foi encontrada morta no local, informou a polícia, referindo que existem feridos transportados ao hospital.

O chefe da polícia de San Bruno, Ed Barberini, afirmou que a mulher em causa se terá suicidado com um tiro, referindo que as vítimas, foram transportadas ao hospital depois de terem sido atingidos pelos disparos.

O porta-voz do Hospital de San Francisco, Brent Andrew, afirmou que receberam três feridos, um homem de 36 anos em estado crítico, uma mulher de 32 anos em situação grave e uma mulher de 27 anos em situação estável.

O mesmo responsável referiu que estão a aguardar a chegada de mais pacientes, mas revelou que não tem informações sobre a sua condição.

O dirigente autárquico de San Bruno, Connie Jackson, afirmou que foram recebidas várias chamadas no número de emergência a reportar tiros disparados, informando que já estavam no local agentes da polícia e bombeiros.

A Casa Branca referiu que o Presidente Donald Trump já foi informado sobre um tiroteio na sede da Youtube e que as entidades oficiais estavam a acompanhar a situação.

Imagens de televisão mostraram pessoas a sair do edifício em fila, com os braços no ar, para serem inspecionados pela polícia.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.