Zimbabué

Mugabe admite novas eleições se acordo de unidade falhar


 

Lusa/AO Online   Internacional   5 de Dez de 2008, 08:18

O presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, vai organizar novas eleições num prazo de dois anos se o acordo de partilha do poder com a oposição fracassar, afirmou a imprensa governamental em Harare.
“Pusemo-nos de acordo para dar (à oposição) 13 ministérios e para partilhar a pasta do Interior. Mas se este acordo não funcionar no próximo ano e meio ou dois anos, organizaremos eleições”, declarou Mugabe, citado pelo jornal diário público The Herald.

    O Movimento para a Mudança Democrática (MDC) de Morgan Tsangirai “deve-nos dizer se recusa fazer parte do governo de unidade”, adiantou Mugabe durante um discurso perante simpatizantes da Zanu-PF (União nacional africana do Zimbabué - frente patriótica, no poder), refere ainda o jornal.

    O presidente Mugabe e o rival concluíram um acordo a 15 de Setembro para partilhar o poder para sair da crise desencadeada pela derrota do regime nas eleições de Março último, mas nunca conseguiram entender-se sobre a distribuição das diversas pastas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.