Mourinho aceita um ano de prisão e multa de 2,2 ME por fraude fiscal em Espanha

Mourinho aceita um ano de prisão e multa de 2,2 ME por fraude fiscal em Espanha

 

Lusa/AO Online   Futebol   5 de Fev de 2019, 16:17

O treinador português de futebol José Mourinho aceitou a condenação a um ano de prisão, com pena suspensa, e pagar 2,2 milhões de euros por fraude fiscal no âmbito de um acordo com a justiça espanhola.

Segundo a agência noticiosa EFE, Mourinho esteve hoje num tribunal de Madrid para formalizar o acordo com as autoridades fiscais e judiciais espanholas, que o acusaram de ocultar receitas de 3,3 milhões de euros em 2011 e 2012, relativas a direitos de imagem, quando era treinador do Real Madrid.

Além da multa de mais de dois milhões de euros e dos 182.500 euros, nos quais foi convertido o ano de prisão com pena suspensa, Mourinho, atualmente sem clube, vai pagar a verba que terá ocultado.

Segundo o acordo, que tem ainda de ser ratificado por um juiz, José Mourinho já pagou em julho 462.000 euros, pelo que a verba em dívida é de 2,84 milhões.

José Mourinho é uma das várias figuras do futebol mundo a enfrentar problemas com as autoridades fiscais espanholas, que recentemente chegaram a acordo com o futebolista Cristiano Ronaldo para o pagamento de uma multa de 18,8 milhões de euros.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.