Ministra da Justiça alemã quer "examinar" novos serviços do Google


 

Lusa / AO online   Economia   11 de Jan de 2010, 14:00

A ministra da Justiça alemã anunciou que vai "examinar atentamente“ a legalidade dos novos serviços do motor de busca Google, como o Google Street Maps ou o Google Earth, com fotografias de alta resolução de ruas ou terrenos.
O consórcio da Internet “está a tornar-se discretamente um gigantesco monopólio, como a Microsoft”, disse Sabine Leutheusser-Schnarrenberger à edição de hoje do semanário der Spiegel, que faz do Google tema de capa, com o título de “o consórcio que sabe mais sobre si do que você mesmo” sob a conhecida sigla do motor de busca.

A dirigente liberal considerou “sobretudo perturbante a gigantomania que transparece na busca de livros através do Google”, e exigiu “mais transparência no manuseamento de dados pessoais” aos responsáveis do maior motor de busca do mundo.

Se o Google não atender em breve a estas advertências, “em breve será necessário legislar para evitar excessos”, disse a ministra alemã.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.