Militantes sem quotas em dia podem votar nas directas do PSD/A


 

Lusa / AO online   Regional   6 de Nov de 2007, 14:43

Um total de 9.368 militantes do PSD/Açores estão em condições de escolher o novo líder do partido no arquipélago, nas primeiras eleições directas regionais que vão disponibilizar 60 mesas de voto em todas as ilhas.
O secretário-geral do PSD/Açores, Jorge Macedo, adiantou à agência Lusa que, nestas eleições, marcadas para a próxima sexta-feira, podem votar todos os militantes que constem do Ficheiro Regional do partido, independentemente de terem ou não as suas quotas em dia, conforme decidiu o Conselho de Jurisdição dos social-democratas açorianos.

Carlos Costa Neves, presidente do PSD/Açores, e Américo Natalino Viveiros, antigo secretário nos governos regionais social-democratas, são os únicos candidatos à liderança do partido nas ilhas.

De acordo com Jorge Macedo, nas “directas” para eleger o presidente do partido nas ilhas, as primeiras mesas de voto a abrir serão às 17:00 locais (18:00 de Lisboa), caso por exemplo da sede do PSD/Açores, em Ponta Delgada, mas todas encerram às 22:00 locais (23:00 de Lisboa).

Segundo o regulamento das directas, os presidentes das mesas das assembleias concelhias é que propõem a descentralização das mesas de voto, sendo que, no mínimo, terá que existir uma por concelho.

São Miguel aparece como a ilha com maior número de militantes (4.060), enquanto que o Corvo, a mais pequena ilha açoriana, conta com 51 filiados social-democratas.

Jorge Macedo, que admitiu que os resultados finais da votação possam ser conhecidos cerca 23:30 locais de sexta-feira (00:30 de sábado em Lisboa), explicou que o apuramento será feito, numa primeira fase, a nível concelhio e depois comunicado à sede, onde estará reunida a Comissão Eleitoral e o Conselho de Jurisdição Regional.

Essa Comissão é presidida pelo secretário-geral do partido e tem um representante de cada candidatura, precisou ainda Jorge Macedo, ao acrescentar que o apuramento final será realizado na sede pela Comissão Eleitoral.

"Todo o acto eleitoral é fiscalizado pelo Conselho de Jurisdição", indicou o secretário-geral do PSD/Açores.

Cerca de dois anos depois de terem disputado a liderança do PSD/Açores, Carlos Costa Neves e Américo Natalino Viveiros voltam a concorrer à presidência do maior partido da oposição nos Açores, e já a pensar nas eleições de Outubro de 2008 para o Parlamento açoriano.

As eleições directas do PSD/Açores vão servir, ainda, para o partido eleger os delegados ao Congresso Regional, que vai decorrer na ilha de São Miguel a 30 de Novembro e 1 de Dezembro.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.