Michael Jackson recordado um ano após a morte

Michael Jackson recordado um ano após a morte

 

Lusa / AO online   Internacional   25 de Jun de 2010, 18:29

Um ano após a morte, os fãs do cantor Michael Jackson rendem-lhe homenagens, mas LaToya Jackson veio a público dizer que o irmão foi assassinado, porque "é muito mais valioso morto do que vivo".

As declarações de LaToya Jackson vêm ensombrar o ambiente discreto da homenagem a Michael Jackson, que morreu aos 50 anos a 25 de Junho de 2009.

 

"Ele foi morto por causa do seu catálogo [discográfico] e eles sabem disso", afirmou a irmã de Michael Jackson numa entrevista televisiva.

 

Esta sexta-feira cumpre-se um ano da morte do músico norte-americano e o cemitério em Los Angeles, Califórnia, onde está enterrado, autorizou que fãs depositem apenas flores próximo do túmulo.

 

Ainda na Califórnia, a família de Michael Jackson aprovou uma cerimónia intitulada "Forever Michael", que decorrerá num hotel em Beverly Hills, e rumará a Gary, no estado de Indiana, onde Michael Jackson cresceu, para uma vigília.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.