Mesa Lajes do Pico finalista das 7 Maravilhas à Mesa

Mesa Lajes do Pico finalista das 7 Maravilhas à Mesa

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   9 de Ago de 2018, 19:30

A Mesa Lajes do Pico – Capital da Cultura da Baleia, é finalista das 7 Maravilhas à Mesa de Portugal. A Mesa apresenta, por exemplo, na categoria Roteiros, o Museu dos Baleeiros (património Museus) e a Aldeia da Fonte (património Alojamento Turístico). A final decorre no próximo dia 16 de setembro em Albufeira.

A Mesa Lajes do Pico – Capital da Cultura da Baleia, está na final do concurso 7 Maravilhas à Mesa, uma mesa de sabores do mar com produtos de elevada qualidade, como o peixe, o polvo e o cavaco, refere nota de imprensa.A Mesa integra também sabores da terra, o vinho e o queijo.


A Mesa das Lajes do Pico apresenta na categoria Gastronomia os sabores do Caldo de Peixe confeccionado pelo Restaurante Ponta da Ilha (património Sopas), do Polvo Guisado do Restaurante Lagoa (património Peixe e Marisco), do Cavaco dos Açores, elaborado pelo Restaurante Fonte Cuisine (património Produto Endógeno) e do Queijo São João, da Queijaria do Pico (património Queijos). Na categoria Vinhos e Azeites apresenta o Vinho Branco Arinto dos Açores Branco 2017 (património Brancos), produzido pela Azores Wine Company. Na categoria Roteiros, a Mesa apresenta o Museu dos Baleeiros (património Museus) e a Aldeia da Fonte (património Alojamento Turístico).


Para Roberto Silva, presidente da Câmara das Lajes do Pico, “esta viagem até à final do concurso das 7 Maravilhas à Mesa, em Albufeira, representa a dignificação de um território e de um povo, e implica também um novo olhar sobre o desenvolvimento turístico do município, num processo permanentemente construtivo e criativo, em especial num dos principais elementos da oferta turística que é a gastronomia, sem perder a ligação com aquilo que somos e que nos identifica há tantos séculos”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.