Mais de um terço da população mundial está ligado à Internet


 

Lusa/AO online   Internacional   11 de Out de 2012, 15:18

Mais de um terço da população mundial utiliza regularmente a Internet, segundo um relatório da agência da ONU especializada no setor das telecomunicações (UIT) divulgado em Genebra.

“O desenvolvimento dos serviços de Internet de banda larga em todo o mundo provocou um aumento de 11 por cento no número mundial de internautas durante o ano passado”, indicou o documento da União Internacional das Telecomunicações (UIT).

No início deste ano, existiam 2,3 mil milhões de internautas em todo o mundo, o que significa que mais de um terço da população mundial está online.

A agência das Nações Unidas, com sede em Genebra, precisou que o número de assinantes de serviços móveis de Internet é atualmente duas vezes superior ao de assinantes de serviços fixos de Internet.

O relatório indicou também que cada vez mais os internautas internacionais acedem ao universo online a partir de casa.

Entre 2010 e 2011, a percentagem de casas equipadas com ligação à Internet aumentou 14 por cento. Em finais de 2011, um terço (600 milhões) dos 1,8 mil milhões de domicílios recenseados no mundo disponham de um acesso à rede.

Por países, a China concentra neste momento 23 por cento dos internautas do planeta.

A UIT destacou que o contributo dos países em desenvolvimento para o número global de internautas passou de 44 por cento em 2006 para 62 por cento em 2011.

Em relação aos níveis de desenvolvimento, em 2011, o aumento do número de internautas foi mais significativo nos países em desenvolvimento (16 por cento) do que nos países industrializados (cinco por cento).

Segundo as previsões da agência da ONU, até 2015, 40 por cento dos lares dos países em desenvolvimento estarão ligados à rede.

Sobre a evolução dos serviços móveis de comunicação (telemóveis), a UIT revelou que, em 2011, foram registados mais de 600 milhões de novos assinantes.

Em termos mundiais, a organização contabiliza cerca de seis mil milhões de utilizadores de telemóveis, ou seja, 86 utilizadores por cada 100 habitantes do planeta.

“Só a China detém mil milhões de utilizadores e a Índia deve atingir a barreira de mil milhões em 2012”, destacou o relatório.

No mesmo documento, a UIT acrescentou que Macau, Noruega e Singapura constituem o trio das regiões no mundo que oferecem os serviços de tecnologias de informação e de comunicação mais acessíveis financeiramente.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.