Mais de 900 bombeiros combatem chamas em Monchique e Samora Correia

Mais de 900 bombeiros combatem chamas em Monchique e Samora Correia

 

Lusa/Ao online   Nacional   5 de Ago de 2018, 04:40

Os incêndios na serra de Monchique, distrito de Faro, e de Samora Correia, em Santarém, eram na noite de sábado aqueles que mais preocupavam as autoridades, estando a ser combatidos por mais de 900 bombeiros, 247 veículos e um avião.

Em declarações à agência Lusa, pelas 00:20, o Comandante Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro, Vaz Pinto, referiu que o incêndio na serra de Monchique “continua a lavrar com muita intensidade”, sendo, por isso, necessário “proceder a uma redefinição dos meios de combate”.

Este incêndio, que lavra deste sexta-feira, e que continua com duas frentes de fogo ativas, mobilizava a essa hora 690 operacionais, apoiados por 177 meios terrestres e um aéreo.

Vaz Pinto sublinhou que a “instabilidade meteorológica” está a dificultar o combate a este fogo.

“Lembrar que neste fim de semana registaram-se as temperaturas mais altas do século”, apontou.

Mais a norte, no distrito de Santarém, a principal apreensão das autoridades é num incêndio que lavra desde as 13:08 de sábado na freguesia de Samora Correia (Pancas), no concelho de Benavente.

Este incêndio está a ser combatido por 216 operacionais e por 70 veículos terrestres.

Em declarações à Lusa, o Comandante Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, Mário Silvestre, afirmou que o combate a este fogo “continua a evoluir favoravelmente”, perspetivando-se que possa entrar “nas próximas horas em fase de resolução.

O responsável referiu ainda que, “dado o desagravamento das temperaturas, nas últimas horas”, foi possível reforçar o grupo de operacionais que combatem este incêndio.

Entretanto, também no distrito de Santarém, entrou em fase de resolução o incêndio que lavrava na freguesia de Alcanede e que, pelas 00:20, ainda mobilizava 243 bombeiros e 71 meios terrestres.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.