Saúde

Mais de 10 mil já assinaram carta mundial para prevenir AVC

Mais de 10 mil já assinaram carta mundial para prevenir AVC

 

Lusa/AO online   Nacional   24 de Ago de 2012, 15:15

Mais de 10 mil pessoas de 136 países assinaram uma carta a apelar aos governos para ajudarem a prevenir a morte ou invalidez de milhões de pessoas causadas pelo AVC relacionado com a fibrilhação auricular.

A fibrilhação auricular é a arritmia cardíaca crónica mais frequente na população, afetando cerca de 10 milhões de pessoas em todo o mundo e que pode desencadear um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

A Carta Mundial do Paciente com Fibrilhação Auricular define estratégias e soluções para reduzir o número de AVC evitáveis, segundo o site onde o documento é disponibilizado.

Estimular o diagnóstico precoce e a continuidade dos cuidados e permitir o acesso em tempo oportuno aos novos fármacos anticoagulantes e antiarrítmicos são algumas das medidas que os signatários pretendem ver concretizadas nos diversos países.

A fibrilhação auricular é caracterizada por um ritmo cardíaco anormal que faz com que o sangue se aglomere, podendo levar ao desenvolvimento de coágulos que se podem deslocar até ao cérebro e desencadear um AVC.

Em menos de cinco meses, quando foi lançada no Congresso Mundial de Cardiologia no Dubai, a Carta Mundial dos Pacientes com Fibrilhação Auricular já teve o apoio de mais de 10 mil pessoas.

No sábado, começa em Munique (Alemanha) o Congresso Europeu de Cardiologia, que decorre até quarta-feira, e que reunirá mais de 32 mil especialistas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.