Maioria dos deputados são homens, têm entre 41 e 50 anos e são juristas

 Maioria dos deputados são homens, têm entre 41 e 50 anos e são juristas

 

Lusa/AO online   Nacional   24 de Jul de 2012, 18:37

A maioria dos deputados à Assembleia da República são homens, com idades entre os 41 e os 50 anos e são advogados, magistrados ou outro tipo de juristas, revelaram hoje os relatórios estatísticos da atividade parlamentar.

De acordo com o relatório elaborado pela divisão de informação legislativa e parlamentar sobre a primeira sessão legislativa da XII legislatura, dos 230 deputados atualmente efetivos, 164 são homens e 66 mulheres.

A maioria dos parlamentares tem entre 41 e 50 anos (74), seguindo-se a faixa etária entre os 31 e os 40 anos (62) e a entre os e os 51 e os 60 anos (59).

Existem 25 deputados com idades entre os 61 e os 70 anos e dez parlamentares têm entre 21 e 30 anos.

A maioria são advogados, magistrados e outros juristas (66), seguidos de professores de todos os níveis de ensino (44) e de técnicos superiores da Administração Pública e das empresas (21).

Existe apenas um deputado que se declarou agricultor, dois que se declararam operários ou artífices e dois estudantes.

Igualmente reduzido é o número de deputados que declararam ter como profissão a política: sete dizem-se políticos.

Outras profissões minoritárias no hemiciclo do Parlamento português são: pessoal administrativo (quatro deputados), jornalistas, escritores ou editores (cinco), engenheiros (oito), médicos, farmacêuticos ou enfermeiros (nove).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.