Cuba

Madrid oferece avião hospital a Fariñas para o trazer para Espanha


 

Lusa / AO online   Internacional   29 de Mar de 2010, 17:59

O governo espanhol disponibilizou um avião hospital para transportar para Espanha o dissidente cubano Guillermo Fariñas, mas este só aceita com a garantia de poder voltar a Cuba, informou hoje a sua porta-voz, Liset Zamora.
A oferta do governo espanhol foi comunicada pelo conselheiro político da embaixada de Espanha em Havana, Carlos Pérez-Desoy, à mãe de Fariñas, Alicia Hernández, que o acompanha no hospital da cidade cubana de Santa Clara, onde o dissidente está internado desde o passado dia 11, no seguimento de uma greve de fome.

Guillermo Fariñas, sociólogo e jornalista, de 48 anos, já recusou outras ofertas de asilo, a primeira das quais de Espanha, tendo destacado que só aceitará agora viajar para Espanha se lhe garantirem que pode regressar à ilha para continuar a reclamar a libertação de 26 presos políticos, que se encontram doentes.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.