Madeira quer celeridade na definição dos beneficios fiscais na zona franca


 

Lusa/AO On line   Regional   8 de Jun de 2010, 07:00

O PSD-Madeira (PSD-M) pede celeridade ao Governo da República (PS) na negociação com a Comissão Europeia sobre os benefícios fiscais para o Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM).

O secretário regional das Finanças e do Plano, Ventura Garcês, que na segunda feira foi o porta-voz da reunião da Comissão Política Regional do PSD-M que analisou o CINM, lembrou que se essa negociação não acontecer o mais rápido possível haverá “deslocação de empresas para fora da Madeira” e “perda efetiva de receita fiscal”.

“O Governo da República terá que se empenhar de uma forma muito mais efetiva nesta nossa pretensão que é a negociação com a Comissão Europeia no alargamento dos 'plafonds' dos benefícios fiscais”, disse.

“Haverá perda efetiva de receita fiscal para a Região Autónoma da Madeira, podemos estar a falar numa perda de receita fiscal superior a 60 milhões de euros/ano associada ao aumento do desemprego qualificado”, insistiu.

Por isso, “o meu apelo é que o Governo da República seja sensível a esta questão e que defenda com maior celeridade este processo junto da Comissão Europeia”, declarou Ventura


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.