WRC

Loeb vence e lidera Mundial, Araújo imita hexacampeão

Loeb vence e lidera Mundial, Araújo imita hexacampeão

 

Lusa/AO online   Motores   7 de Mar de 2010, 19:51

O piloto francês Sébastien Loeb venceu hoje o Rali do México, segunda prova do Mundial, e ascendeu à liderança do campeonato absoluto, desempenho que foi imitado pelo português Armindo Araújo no agrupamento de Produção

Ao terminar também no 10.º lugar da geral, Armindo Araújo conquistou um ponto para o Mundial absoluto, tornando-se o primeiro português a cometer a proeza desde o oitavo lugar de Miguel Campos no Rali de Chipre, em 2004.

Ao volante de um Citroen C4, o hexacampeão do Mundo ganhou pela quarta vez a prova mexicana (2006, 2007, 2008 e 2010), aumentando para 55 o recorde de triunfos no Mundial de ralis e destacando-se no topo da classificação, com mais seis pontos do que o rival finlandês Mikko Hirvonen.

Na terceira etapa, Loeb limitou-se a gerir a vantagem obtida no sábado e a emoção no último dia de competição nas estradas de terra da região de Léon resumiu-se à luta pelo segundo lugar, que se manteve na posse do norueguês Petter Solberg por 1,1 segundos.

Solberg venceu duas das três "especiais" do dia (um quarto troço foi anulado), inviabilizando a recuperação do francês Sébastien Ogier, que ganhou a primeira PEC da etapa, mas não fugiu ao terceiro posto, fechando um pódio totalmente preenchido pela Citroen.

A luta com Ogier até aos últimos metros da prova permitiu a Solberg reduzir de 55,5 para 24,2 segundos o atraso para Loeb, mas nunca ameaçou a vitória do piloto francês, que apenas não venceu no México no ano passado.

Hirvonen, em Ford Focus, foi o melhor posicionado que não pilota um carro da marca francesa, ao terminar no quarto lugar, a distantes 1.47,5 minutos de Loeb, ficando longe do desempenho na Suécia, onde venceu a prova inaugural do Mundial.

Na Produção, Armindo Araújo (Mitsubishi Lancer Evo IX) geriu sem dificuldade uma vantagem ainda mais confortável, de 3.40 minutos sobre o japonês Toshi Arai (Subaru Impreza), conservando o 10.º lugar da geral.

O piloto português, que defende o título mundial de Produção conquistado no ano passado, festejou a vitória no México com a subida ao primeiro lugar do Mundial da categoria, desalojando o sueco Patrik Flodin.

"Fizemos um rali sem cometer um único erro e tudo correu na perfeição. Este resultado coloca-nos já na liderança do campeonato que era, à partida desta prova, o nosso principal objetivo", disse Armindo Araújo.

O piloto português volta à estrada entre 1 e 3 de Abril, no Rali da Jordânia, uma prova "totalmente desconhecida", mas na qual Armindo Araújo promete fazer tudo o que estiver ao seu alcance "para continuar na liderança do campeonato".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.