Livraria dos Açores elege obra de Pinto Coelho e revista Grotta como melhores de 2017


 

Lusa/AO Online   Regional   19 de Jan de 2018, 19:23

A livraria LeYa/Solmar, em Ponta Delgada, elegeu como os melhores lançamentos de 2017 o romance "Os Loucos da Rua Mazur", de João Pinto Coelho, e o segundo volume da revista Grotta, dedicada a escritores açorianos, foi hoje revelado.

Segundo uma nota de imprensa da livraria, esta iniciativa, que começou na década de 1990, visa “dar a conhecer os livros que constituíram no ano transato a preferência dos cinco leitores convidados, personalidades distintas em várias áreas profissionais”.

Este ano, a editora convidou o presidente do conselho de administração do Teatro Micaelense, Alexandre Pascoal, Elsa Soares, da Antena 1/Açores, o poeta Emanuel Jorge Botelho, Pedro Gomes e Ana Monteiro.

Além da seleção dos convidados, a própria livraria apresenta também obras que, a nível de mercado livreiro, constituíram os grandes destaques em 2017, seja na produção literária nacional e internacional, como também na escrita dos Açores.

Em outubro, João Pinto Coelho ganhou o Prémio LeYa 2017 com o romance "Os Loucos da Rua Mazur".

No anúncio do vencedor, o presidente do júri, Manuel Alegre, afirmou que "Os Loucos da Rua Mazur" é um romance "bem estruturado, bem escrito, que capta a atenção quer pelo tema, quer pela construção em tempos paralelos".

O júri elogiou "as qualidades de efabulação e verosimilhança em episódios de violência brutal com motivações ideológico-políticas e étnico-religiosas" deste romance de João Pinto Coelho.

O segundo número da revista literária Grotta, também destacado pela LeYa/Solmar, foi editado no final do ano e a publicação, disse na altura à agência Lusa o coordenador Nuno Costa Santos, procura "aprofundar a sua vocação para reunir quem escreve no território açoriano e fora dele".

Centrada na divulgação e promoção de autores dos Açores, a publicação integra, no segundo número, um trabalho dedicado à literatura de Porto Alegre, no Brasil, "forma de celebrar, hoje, a ancestral ligação entre os Açores e a capital do Rio Grande do Sul".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.