Líder dos empresários dos Açores quer aposta nas soluções digitais

Líder dos empresários dos Açores quer aposta nas soluções digitais

 

Lusa/AO Online   Regional   6 de Mai de 2019, 18:00

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria dos Açores (CCIA) defendeu esta segunda-feira a necessidade de uma aposta nas soluções digitais no âmbito do Programa de Cooperação Territorial Europeia para as Regiões Ultraperiféricas (RUP).

Mário Fortuna, que foi recebido em Ponta Delgada pelo secretário regional adjunto da presidência para as Relações Externas, Rui Bettencourt, considerou, em declarações após o encontro, que este é um “salto tanto mais adequado uma vez que as RUP são regiões isoladas”.

Para o líder do tecido empresarial regional, quanto mais se “desmaterializar os procedimentos e os processos mais competitivas as RUP serão” no quadro global da economia.

O Programa de Cooperação Territorial Europeia para as Regiões Ultraperiféricas contempla uma linha especifica de 270 milhões de euros a repartir pelas nove RUP.

Mário Fortuna defendeu ainda a realização de um estudo no setor dos transportes, do mar e do turismo, sendo este último uma atividade "comum a todas as regiões".

O também economista considerou que apesar de haver ligações aéreas entre os Açores e as Canárias, operadas pelo grupo SATA, bem como entre as Canárias, Madeira e Cabo Verde, pela operadora Binter, estas “revelam-se incipientes” porque o tráfego não se realiza entre as RUP, mas entre estas e os espaços continentais.

De acordo com Mário Fortuna, seria o transporte marítimo o que “potenciaria mais” o transporte de mercadorias entre as RUP.

O secretário regional adjunto da presidência para as Relações Externas declarou que gostaria que houvesse para as RUP um “quadro próprio, com ideais comuns a todas as regiões”, tendo apontado os transportes como “um problema comum que necessita de uma abordagem comum”, que pode assentar na realização de um estudo sobre os seus “grandes fatores determinantes”.

Rui Bettencourt apontou ainda a possibilidade de se investir no digital nas RUP, a par dos intercâmbios de jovens nestes espaços, bem como referiu a possibilidade de no setor das pescas se criar uma federação das RUP.

A 03 de maio, o Governo dos Açores iniciou um conjunto auscultações aos parceiros sociais e económicos para desenhar "uma linha estratégica comum", com "projetos pertinentes" em áreas fundamentais de financiamento no âmbito de um apoio específico para as RUP.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.