Libertação de líbio condenado por atentado de Lockerbie foi um erro


 

Lusa / AO online   Internacional   19 de Jul de 2010, 12:07

A libertação em 2009 do líbio Abdelbaset al-Megrahi, condenado pelo atentado de Lockerbie, foi “um erro completo e total”, afirmou esta segunda-feira o primeiro-ministro britânico, antes de partir para a primeira visita oficial aos Estados Unidos.
Questionado na cadeia BBC News sobre eventuais pressões do gigante petrolífero britânico BP para a libertação de Megrahi, David Cameron respondeu “não saber o que é que a BP tinha feito”.

«O que eu sei é que, que em tempos como chefe da oposição, eu não podia ter sido mais claro. Considerei que a libertação de Al-Megrahi era um erro completo e total», recordou Cameron, que deverá encontrar-se na terça-feira com o presidente norte-americano, Barack Obama, na Casa Branca durante uma breve estada nos Estados Unidos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.