Juros sobem em Portugal a 2 anos e na Grécia batem máximos históricos


 

Lusa/AO Online   Economia   24 de Nov de 2011, 09:46

Os juros da dívida a dois anos estão hoje a subir ligeiramente em Portugal, e a bater máximos históricos na Grécia, com os investidores preocupados com o alastrar dos problemas da dívida na zona euro.

No prazo a dois anos, pelas 09:30, os juros em Portugal registavam um ligeiro avanço dos 14,620 por cento de quarta-feira para os 14,626 por cento, enquanto na Grécia seguiam a negociar em máximos históricos nos 119,32 por cento (117,88 por cento no dia anterior à mesma hora).

No entanto, os juros da dívida estão hoje a cair ligeiramente em Portugal, a 5 e 10 anos, e também a bater máximos históricos nestas maturidades na Grécia, com os investidores preocupados com o alastrar dos problemas da dívida na zona euro.

Os analistas referiram que a não colocação, pela primeira vez, de uma emissão de títulos do Tesouro alemães, a 10 anos, no montante de 6 mil milhões de euros, poderá levar os investidores a recearem pela situação da maior economia europeia e a penalizar mais os países com maiores dificuldades da zona euro.

Em Portugal, os juros exigidos pelos investidores para comprar títulos soberanos a 5 e 10 anos estavam nos 13,710 e 11,281 por cento (contra 13,711 e 11,313 por cento, respetivamente), com o 'spread' face à dívida alemã (referencial para a Europa) a situar-se nos 1.248 e nos 904,5 pontos base, respetivamente.

Já na Grécia, os juros atingiam máximos históricos a 5 e 10 anos nos 46,969 por cento e 29,220 por cento, quando no dia anterior estavam em ambos os prazos nos 45,365 por cento e 29,041 por cento, respetivamente.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.