João Ponte desafia jovens marienses a apostarem mais no setor agrícola

João Ponte desafia jovens marienses a apostarem mais no setor agrícola

 

AO Online/Gacs   Regional   22 de Jun de 2018, 13:10

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte destacou a importância económica da Agricultura na ilha de Santa Maria e desafiou os jovens a apostarem mais neste setor de atividade, que é gerador de emprego e riqueza.

“Estamos a desenvolver o Programa Jovem Agricultor, de modo a facilitar a entrada de jovens no setor agrícola regional, consolidando o rejuvenescimento que se tem registado e assegurando, simultaneamente, a sua sustentabilidade a longo prazo”, afirmou João Ponte, na inauguração da 1ª Bienal Agro Comercial em Santa Maria.

O governante referiu que, só no último ano, a receita bruta primária do setor agrícola em Santa Maria, incluindo as ajudas comunitárias foi superior a 4,2 milhões de euros.

“Este valor expressa bem, a necessidade dos diferentes parceiros do setor trabalharem de forma articulada para garantir a sustentabilidade da agricultura, na certeza que ao fazermos estamos a contribuir para o desenvolvimento e para o futuro dos Açores e neste caso particular, o futuro de Santa Maria”, disse João Ponte, acrescentando, em nota publicada no Gacs, que “ser agricultor exige resiliência e vontade de vencer múltiplos desafios” e que o Governo Regional tem trabalhado para que a Agricultura seja “cada vez mais valorizada e apelativa”.

À semelhança do todo regional, na ilha de Santa Maria a fileira da carne assume “uma importância crescente”, disse João Ponte, destacando que “nos últimos anos esta fileira tem registado uma evolução muito significativa em termos infraestruturais, de qualidade, do número de abates, bem como do rendimento gerado”.

“Exemplo disto é o projeto de certificação dos matadouros, que contribuirá para aumentar a competitividade do setor da carne de bovino produzida na Região, dando assim resposta a clientes exigentes e a consumidores cada vez mais bem informados”, considerou João Ponte.

Também ao nível da diversificação agrícola tem registado um crescimento notável, sendo o POSEI um instrumento estratégico para assegurar um crescimento sustentável nas áreas da horticultura, floricultura, fruticultura e da vitivinicultura.

João Ponte disse ser importante conseguir melhorar a proposta orçamental da Política Agrícola Comum (PAC) 2021-2027, no que se refere ao POSEI e ao Programa de Desenvolvimento Rural, que está neste momento em fase de negociação entre Estados-Membros. 

Para o governante a 1ª Bienal Agro Comercial, que decorre até domingo, conseguiu “juntar vontades, congregar sinergias, sendo um bom exemplo de cooperação de diferentes entidades que têm um objetivo central e comum – estarem ao serviço dos Marienses e contribuírem para o desenvolvimento económico e social da ilha de Santa Maria”.

 “Este é o momento certo para mostrar a importância do setor agrícola para a economia de Santa Maria, a capacidade instalada na ilha e o bom trabalho que tem sido feito em prol do desenvolvimento da mais importante atividade económica da Região”, considerou João Ponte.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.