Jaime Gaima homenageia combatentes


 

Lusa/AOonline   Nacional   20 de Out de 2007, 15:26

O presidente da Assembleia da República homenageou hoje todos os combatentes ao serviço da defesa da pátria e agradeceu o seu esforço e o seu sacrifício, assinalando o dia da Liga dos Combatentes.


    "Nesta cerimónia, quando vier o momento do toque de silêncio, do toque a mortos e do toque alvorada, desfilarão na nossa memória as pedras mortas e as pedras vivas que fortificam as praças de Mazagão, os fortes da Mina e de Mombaça, Mascate, Diu e Macata, as fortalezas do Príncipe da Beira, de Santo António da Baía e das Cinco Pontas no Recife e ainda e sempre Colónia de Sacramento", exclamou Jaime Gama, a discursar na cerimónia comemorativa do dia da Liga dos Combatentes.

    O presidente da Assembleia da República lembrou ainda o esforço e o sacrifício dos militares que ao longo dos anos defenderam os interesses nacionais e adiantou que "a defesa da Pátria é um dever indeclinável de todos os portugueses".

    "Combatentes portugueses, dos vários ramos das Forças Armadas e dos muitos séculos da nossa História, obrigado pelo vosso esforço, pelo vosso sacrifício, pelas vossas vidas. Honra e glória para sempre aos soldados da pátria", concluiu Jaime Gama.

    O ministro da Defesa, Severiano Teixeira, associou-se também às comemorações, reafirmou a importância da celebração do dia da Liga dos Combatentes e destacou a assinatura de um protocolo com Guiné-Bissau, para a preservação do património histórico que une os dois países.

    "Vamos reabilitar aquilo que é uma memória comum", explicou o ministro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.