Irene provocou 12 mortes

Irene provocou 12 mortes

 

lusa   Internacional   28 de Ago de 2011, 18:06

O presidente norte-americano, Barack Obama, foi hoje de manhã (hora local) informado da situação causada na costa leste dos Estados Unidos pelo furacão Irene, que provocou 12 mortos

Janet Napolitano, responsável norte-americana pela segurança interna, disse que Obama deu indicações às autoridades para se manterem ativas no acompanhamento da situação e na resposta a dar.

Napolitano disse que o pior da tempestade já passou em muitas áreas, mas pediu à população que se mantenha vigilante apesar da tempestade ter perdido força e ter passado de furacão a tempestade tropical.

Segundo a Associated Press, a secretária apresentou ainda condolências aos familiares das vítimas do furacão.

A tempestade provocou 12 mortos em cinco estados da costa leste norte-americana, indicaram as autoridades, num momento em que a depressão começa a afastar-se de Nova Iorque.

Seis pessoas perderam a vida na Carolina do Norte, o primeiro estado a ser atingido pelo furacão no sábado de manhã. Registaram-se ainda três mortes na Virgínia, uma no Connecticut, uma na Flórida (um surfista) e uma em Maryland, de acordo com um balanço feito pela AFP.

As autoridades federais anunciaram que os voos de e para os aeroportos da área de Washington estão a recomeçar enquanto na região de Nova Iorque os aeroportos permanecem encerrados.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.