Investimentos em caminhos agrícolas são essenciais para facilitar o trabalho diário dos agricultores,

Investimentos em caminhos agrícolas são essenciais para facilitar o trabalho diário dos agricultores,

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   21 de Ago de 2018, 19:30

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou esta terça-feira que a obra de beneficiação do caminho rural da Queimada, que deverá ficar concluída no final de setembro, assume grande importância para a melhoria do trabalho diário dos agricultores e para a resolução definitiva de questões relativas à drenagem de águas na zona das Furnas, em São Miguel.


Citado em nota do Gacs, João Ponte, afirmou que “com este investimento, num montante global superior a 700 mil euros, o Governo Regional está a contribuir para a melhoria das condições de trabalho dos agricultores, para a modernização das infraestruturas agrícolas em São Miguel e, desta forma, para a sustentabilidade das explorações agrícolas”, salientou João Ponte.


O governante, que falava durante uma visita às obras, no concelho da Povoação, acrescentou que esta intervenção pretende resolver “de uma vez por todas” uma situação que se arrastava há vários anos, referente à drenagem de águas pluviais e de material sólido provenientes de terrenos agrícolas, sobretudo no período de inverno.


Esta obra, que se desenvolve numa extensão de 1.200 metros, vai beneficiar as acessibilidades a cerca de duas dezenas de explorações agropecuárias, numa área de 80 hectares, dos quais 70 são de área agrícola e 10 de área florestal.

João Ponte destacou ainda que a Direção Regional dos Recursos Florestais tem previstas para este ano várias obras em caminhos na ilha de São Miguel, num investimento global superior a 2,6 milhões de euros.


O Secretário Regional da Agricultura e Florestas apontou como exemplos o caminho do Cemitério, na freguesia de Santa Bárbara, cujo concurso está a decorrer, e o caminho rural dos Remédios da Bretanha, cujo contrato de empreitada será submetido "muito em breve" a visto do Tribunal de Contas e representa um investimento superior a meio milhão de euros.



João Ponte referiu ainda o caminho dos Arrebentões, nas Sete Cidades, cujo concurso será lançado brevemente, com um orçamento global superior a 600 mil euros, além de um conjunto muito significativo de intervenções em várias estradas da ilha, que representam um investimento de 300 mil euros.


Ainda nesta área, o titular da pasta da Agricultura assinou o contrato para a remodelação do caminho rural do Serrado Grande, na freguesia do Pilar da Bretanha.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.