Investigações de abusos sexuais pela Igreja aumentam mais de três vezes no Chile

Investigações de abusos sexuais pela Igreja aumentam mais de três vezes no Chile

 

Lusa/Ao online   Internacional   1 de Set de 2018, 03:26

O número de investigações abertas por abusos sexuais cometidas por pessoas ligadas à Igreja Católica chilena aumentou três vezes, passando de 38 para 119, na atualização dos dados realizada pelas autoridades, anunciou esta sexta feira o Ministério Público.

“Informamos que o número atualizado de investigações abertas por agressões sexuais cometidas por membros da Igreja Católica a 31 de agosto é de 119", lê-se no documento da acusação.

De acordo com os números mais recentes, essas investigações visam 167 pessoas, incluindo sete bispos e 96 padres.

No total, são 178 vítimas nestes casos de abusos sexuais, 79 das quais menores na época dos eventos, 15 maiores de idade e outras 84 em que este dado não foi especificado.

A Igreja Católica chilena está em crise desde a proliferação de investigações judiciais sobre supostos abusos sexuais contra menores e adultos desde a década de 1960.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.