Inspectores da PJ em greve a partir de hoje


 

Carmo Rodeia   Nacional   15 de Dez de 2010, 05:47

 Os responsáveis pela investigação criminal da Polícia Judiciária iniciam hoje uma greve de protesto contra, dizem, a "ausência de propostas para solucionar os problemas que assolam a carreira de investigação criminal”.
 

O protesto é convocado pela Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal da Polícia Judiciária (ASFIC/PJ) e decorrerá todos os dias úteis entre as 17:30 e as 9:00 e entre as 00:00 e as 24:00 nos fins-de-semana e feriados.

A greve abrange todo o trabalho dos funcionários de investigação, “desde que não enquadrado nos regimes previstos de prevenção passiva, piquete, de acordo com os regulamentos pré-existentes, turnos e trabalho extraordinário”, ordenado ou autorizado pelo diretor nacional da Polícia Judiciária.

A associação alega “apatia, falta de vontade e a inépcia do Ministério da Justiça” e “ausência de propostas para solucionar os problemas que assolam a carreira de investigação criminal da PJ”.

No caderno reivindicativo apresentado em 2009, lembra a ASFIC, foi proposto que todas as reivindicações com impacto orçamental fossem calendarizadas num período de oito anos.

“Até ao momento não houve qualquer negociação, digna desse nome, nem apresentação de propostas por parte da tutela”, garante a ASFIC.

O primeiro período de greve decorrerá entre o dia 15 deste mês e 15 de janeiro de 2011, reservando-se a ASFIC no direito de prorrogar ou agendar outros períodos subsequentes.

Na sequência do anúncio desta greve, o Ministério da Justiça (MJ) esclareceu que as negociações com a ASFIC/PJ "ainda não estão fechadas" e que "tem vindo a dialogar" com a estrutura sindical.

 

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.