Sudão

Independência do Darfur vai fomentar separatismo noutros países


 

Lusa / AO online   Internacional   22 de Abr de 2010, 12:52

A independência do Darfur, província do Sul do Sudão maioritariamente habitada por cristãos e animistas, poderia arrastar processos separatistas em outros países africanos, disse esta quinta--feira à Lusa um antigo secretário-geral adjunto das Nações Unidas.
"Em Janeiro de 2011 vai haver um referendo no Sul do Sudão e é hoje quase certo que o referendo vai levar à independência" daquela região. "Isso vai significar que o país se vai partir em dois, com base numa linha étnico-religiosa", disse Victor Ângelo em entrevista à Lusa.

Aquele antigo funcionário das Nações Unidas, organização de que se encontra actualmente reformado, desempenhou no passado, designadamente, funções de representante especial do secretário-geral da ONU no Sudão, Serra Leoa, Chade e República Centro Africana.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.