Iluminação de Natal atrasada no Porto por "incumprimento" da empresa contratada, adianta município

Iluminação de Natal atrasada no Porto por "incumprimento" da empresa contratada, adianta município

 

Lusa/Ao online   Nacional   1 de Dez de 2018, 19:14

Uma “parte substancial” da iluminação de Natal na cidade do Porto não será inaugurada este sábado por “incumprimento” da empresa contratada pela autarquia, devendo as montagens terminar “apenas nas próximas semanas”, informou hoje a Câmara.

“A Porto Lazer [empresa municipal] foi hoje informada pela empresa a quem foi adjudicada a iluminação de Natal no Porto que parte substancial das referidas iluminações não se encontra devidamente montada e que não será possível a sua ligação conforme o caderno de encargos, hoje à noite”, refere a Câmara do Porto num comunicado publicado na página eletrónica da autarquia.

Salientando que “perante tão grave incumprimento” está já “a acionar um plano de contingência e todos os meios legais para acautelar os interesses do município”, a câmara informa que a árvore de Natal e a iluminação da Avenida dos Aliados “estarão prontas a tempo da inauguração de hoje graças […] ao esforço dos próprios técnicos da Porto Lazer que, assim que verificada a incapacidade técnica da empresa, tomaram conta da operação”.

Contudo, admite, “a Porto Lazer não possui os meios adequados e suficientes para garantir todos os trabalhos, pelo que uma solução definitiva para terminar as montagens apenas será alcançada nas próximas semanas”.

De acordo com a Câmara do Porto, a empresa responsável pela iluminação de Natal este ano “já tinha sido contratada pela autarquia há alguns anos sem que se tenham, então, verificado os graves incumprimentos agora registados”.

Assumindo “a responsabilidade pelo processo”, a Porto Lazer pede, no comunicado, “desculpa a todos os munícipes, comerciantes e visitantes da cidade”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.