I Encontro de Jovens Advogados decorre hoje em Cascais


 

Lusa/AO Online   Nacional   23 de Jan de 2010, 08:14

O I Encontro de Jovens Advogados, promovido pelo Instituto de Apoio aos Jovens Advogados (IAJA), realiza-se hoje no Teatro Gil Vicente, em Cascais, sendo a inciativa criticada de falta de ambição nos temas escolhidos e ausência de discussão de assuntos "fracturantes".

A Associação Nacional de Jovens Advogados Portugueses (ANJAP) considera "tardio e pouco ambicioso" o encontro para causídicos com menos de 10 anos de profissão e gostaria de ver outros temas discutidos, como a organização da caixa de previdência da Ordem dos Advogados ou a assinatura de contratos para jovens nas sociedades de advogados.

Do programa do encontro constam apenas dois temas: "Os Jovens Advogados e as Novas Tecnologias" e "Presente e Futuro dos Jovens Advogados Portugueses".

Por sua vez, o Núcleo de Estudantes de Direito da Associação Académica de Coimbra criticou a ausência de "temas fracturantes", mas justificou-a por o evento ser organizado pela Ordem dos Advogados, através do Instituto de Apoio aos Jovens Advogados.

Num comentário às críticas, o bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho Pinto, afirmou que o encontro vai discutir os temas que os promotores querem discutir.

Embora o programa da iniciativa esteja “aberto às críticas de quem as quiser fazer”, o bastonário aconselha os contestatários a promoverem as suas próprias iniciativas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.