Banca

Horta Osório "recuperado" recebe luz verde para voltar ao Lloyds


 

Lusa/AO online   Economia   14 de Dez de 2011, 14:29

O português António Horta Osório, presidente-executivo do banco britânico Lloyds, foi considerado "recuperado" e recebeu luz verde para voltar ao trabalho após seis semanas de baixa médica devido a fatiga por excesso de trabalho.
A administração do banco anunciou hoje em comunicado que "completou um processo rigoroso, incluindo obtendo conselho médico, para avaliar a capacidade de o António regressar e liderar eficientemente o grupo".

A conclusão dos médicos é que "ele fez uma recuperação completa" e que, após considerar esta opinião, a administração decidiu que o gestor português pode voltar a assumir funções a 09 de Janeiro de 2012.

Todavia, foi também decidido que o presidente-executivo vai "reestruturar e reduzir as suas linhas directas de comunicação para reforçar as responsabilidades da equipa gestora".

Tomada por iniciativa de Horta Osório, esta nova orientação pretende reduzir a carga de trabalho e o seu envolvimento directo no trabalho do banco, cujo peso esteve na origem do esgotamento nervoso.

O regresso do presidente-executivo, entrou para o cargo em Março, foi saudada pelo conselho de administração.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.