China

Greve nas fábricas da Honda recebe raro destaque na imprensa


 

Lusa / AO online   Internacional   28 de Mai de 2010, 12:27

As fábricas da Honda na China pararam a produção, depois dos seus trabalhadores entrarem em greve por melhores salários, disse esta sexta-feira a imprensa oficial chinesa, dando um invulgar destaque a um conflito laboral.
A greve envolve cerca de 2000 trabalhadores de duas fábricas da Honda, em Foshan e Wuhan, que reclamam um aumento mensal de 800 a 1000 yuan (95 a 120 euros), que corresponde quase ao dobro do salário actual

Segundo o jornal Global Times, uma publicação do grupo Diário do Povo, o órgão central do Partido Comunista Chinês, os aumentos salariais propostos pela administração da Honda não vão além de 477 yuan (57 euros).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.