Greve da Azores Airlines desconvocada pelo Sindicato do Pessoal de Voo

Greve da Azores Airlines desconvocada pelo Sindicato do Pessoal de Voo

 

Lusa/AO Online   Regional   27 de Jul de 2018, 09:00

A greve da Azores Airlines, que estava marcada a partir desta sexta-feira, foi desconvocada em assembleia-geral do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC).

"A greve foi desconvocada pelos tripulantes que reuniram na assembleia-geral, é um voto de confiança ao conselho de administração e ao novo presidente (da Azores Airlines) que agora tomará posse e na expetativa que possa solucionar todos os problemas que ainda continuam pendentes, mas que foram por agora, digamos, suspendidos, mas não esquecidos", adiantou Cláudia Macedo à agência Lusa, relativamente ao pré-aviso de greve entre 27 e 31 de julho.

A vogal da direção do SNPVAC admitiu que a decisão "não foi unânime", tendo-se registado "alguns votos contra" na assembleia-geral,que decorreu ao final da tarde de quinta-feira em Lisboa, sendo que o momento atual da empresa, "com a mudança de administração" acabou por ter algum peso na decisão.

"Não é um recuar, é apenas uma pausa de forma também a dar algum voto de confiança a quem vem para não entrar já com um conflito em mãos, que poderia até ser mais prejudicial para todos nós do que benéfico", disse.

Apesar desse "voto de confiança", os sindicalistas não "colocam de parte" voltar a recorrer ao protesto.

"Obviamente, é sempre o nosso último recurso, é também o recurso que traz maior visibilidade quando as partes não se entendem, portanto não está obviamente posto de parte, neste momento queremos dar um voto de confiança e esperamos que não seja necessário voltar a marcar uma posição de força", adiantou Cláudia Macedo.

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil reuniu na quarta-feira passada com a administração da companhia aérea açoriana onde já se tinha alcançado "um acordo em relação a protocolos antigos" que "resultam em melhoria de condições de trabalho dos tripulantes".

"Aquilo que nos pareceu ontem (quarta-feira) é que de e facto esta administração já tinha muito pouco poder em mãos e, portanto, também não conseguiria resolver no imediato as questões mais graves que obviamente estão já entregues ou a ser entregues à nova administração", lembrou.

O Sindicato aguarda assim que o novo presidente do conselho de administração da Azores Airlines "seja empossado" para reunir com o mesmo "o quanto antes" porque ainda existe muita coisa por resolver.

"Obviamente que continuaremos a lutar para que as situações danosas que têm acontecido reiteradamente na SATA não se repitam e sejam efetivamente reduzidas porque aquilo que queremos é uma SATA em paz, uma SATA com futuro e em crescimento como é obvio", sublinhou.

António Luís Gusmão Teixeira será o novo presidente do conselho de administração do Grupo SATA (Azores Airlines e Sata Air Açores) substituindo Paulo Menezes, que ocupava o cargo desde o final de 2015.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.