Governo quer acelerar pagamento à lavoura

Governo quer acelerar pagamento à lavoura

 

Luis Pedro Silva   Regional   18 de Dez de 2008, 10:10

O secretário regional da Agricultura e Florestas anunciou ontem, na ilha do Faial, que o Governo dos Açores “vai acelerar o processo de pagamento aos agricultores das ajudas ao investimento”.
Com esta medida, que já está a ser operacionalizada, pretende-se “ajudar os agricultores a melhor fazer face às dificuldades decorrentes da crise internacional”, explicou Noé Rodrigues no final da reunião do Conselho Regional da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, que decorreu na freguesia dos Flamengos.
Segundo referiu, a ideia é que o pagamento das ajudas regionais e comunitárias ao investimento possa ser feito “sem demoras nem delongas”, para que os custos de exploração não sejam penalizados por quaisquer atrasos.
Por outras palavras, o agricultor pede a antecipação a que tem direito das ajudas ao investimento, no valor de 30 por cento, e depois vai recebendo, atempadamente, os apoios à medida que executa o seu projecto, disse o secretário regional.
No que respeita aos investimentos já realizados pelos agricultores, Noé Rodrigues adiantou que o apoio do Governo, a exemplo do que sucederá noutras áreas de actividade, visará sobretudo compensar as dificuldades resultantes do agravamento das taxas de juro no passado mais recente.
Interrogado pelos jornalistas sobre a questão do preço do leite à produção, o governante fez notar a “incongruência” dos industriais do sector, que “não usam da mesma celeridade quando, em função do mercado, decidem aumentar ou reduzir o preço”.
Órgão de natureza consultivo, o Conselho Regional da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural destina-se a apoiar o secretário regional na formulação das linhas gerais de acção nos sectores da competência do departamento que dirige, assegurando o diálogo e a cooperação com entidades e organizações de âmbito regional.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.