Governo e sindicatos iniciam negociações salariais na próxima semana


 

Lusa / AO online   Nacional   10 de Out de 2007, 11:38

O Governo e os sindicatos da Função Pública iniciam na próxima semana as negociações salariais para 2008, depois da apresentação do Orçamento de Estado, anunciou hoje o Ministério das Finanças e da Administração Pública.
    O Ministério das Finanças refere, em comunicado, que convocou as estruturas sindicais para a primeira reunião do processo negocial anual, que decorrerá na próxima terça-feira.

    As reuniões com as organizações sindicais, em que serão abordados vários aspectos, entre os quais os aumentos salariais para o próximo ano, arrancam com a Frente Comum dos Sindicatos da Função Pública (09:30 horas), seguindo-se a Frente Sindical da Administração Pública (FESAP) e Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE).

    As estruturas sindicais já apresentaram as suas reivindicações para o ano de 2008, exigindo aumentos salariais entre 3,5 por cento (STE) e 5,8 por cento (Frente Comum).

    A FESAP reivindica aumentos salariais de 3,8 por cento para o próximo ano.

    Além do aumento de 5,8 por cento, a Frente Comum, afecta à CGTP, exige a garantia de que nenhum trabalhador tenha um aumento inferior a 50 euros.

    Tanto o STE como a Frente Comum reivindicam uma actualização do subsídio de refeição para seis euros, enquanto que a FESAP se fica pelos 5,60 euros.

    A tabela salarial da Função Pública teve uma actualização de 1,5 por cento nos últimos dois anos.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.