Governo dos Açores vai lançar para consulta programa “Jovem Agricultor”

Governo dos Açores vai lançar para consulta programa “Jovem Agricultor”

 

AO Online/ Lusa   Regional   13 de Jul de 2019, 10:20

O Governo dos Açores vai lançar para consulta dos parceiros sociais, na próxima semana, o programa "Jovem Agricultor", com o intuito de recolher contributos para aperfeiçoar este novo mecanismo de rejuvenescimento do setor agrícola regional.

"Para fazer face ao desafio de reforçar o rejuvenescimento do setor agrícola e garantir a sua sustentabilidade futura, contaremos com a ajuda do programa Jovem Agricultor, que contemplará mais de uma dezena de medidas nas vertentes da formação e partilha de conhecimentos, de incentivos e de acesso ao financiamento bancário", frisou o secretário regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, na inauguração da Feira Açores, que hoje teve início da ilha do Faial.

Segundo o governante, nos Açores apenas 16% das explorações são geridas por agricultores com menos de 40 anos de idade, ao passo que 40% dos produtores agrícolas em atividade terão, a breve trecho, mais de 66 anos de idade.

"Neste quadro comunitário, foram aprovados 230 projetos de primeira instalação de jovens agricultores, com apoios públicos superiores a nove milhões de euros, o que demonstra bem a capacidade de atração que a agricultura regional tem para as novas gerações", recordou João Ponte, defendo, mesmo assim, que é preciso de lançar novos mecanismos de rejuvenescimento do setor.

O titular da pasta da Agricultura no arquipélago realçou, por outro lado, a necessidade de a região evitar uma redução no financiamento europeu para o setor agrícola, no âmbito da Política Agrícola Comum (PAC), no período 2021-2027.

"Por isso, o Governo dos Açores vai bater-se para que a dotação do [programa de fundos comunitários] POSEI cresça 4,8%, ou seja, na mesma proporção do aumento previsto para Portugal no 1.º pilar, referente aos pagamentos diretos aos produtores", insistiu João Ponte, para quem é necessário "encontrar uma solução que anule esta penalização injusta para os agricultores açorianos".

O governante insurgiu-se também contra o corte "indiscriminado" de 15% proposto pela Comissão Europeia no programa de Desenvolvimento Rural, incluído no 2.º pilar dos fundos comunitários, que considera ser muito prejudicial para os Açores.

"O Governo dos Açores defende a aplicação dos mesmos princípios, da convergência e da equidade, que estão consagrados para o 1.º pilar, ao invés da aplicação de um corte indiscriminado", apontou o secretário regional da Agricultura e Florestas.

A Feira Açores é um certame de âmbito regional que se realiza anualmente, de forma rotativa, em diferentes ilhas, destinado a promover e divulgar as produções agrícolas tradicionais da região, como queijos, méis, chá, vinhos e outros produtos, além de incluir a exposição e concurso de animais.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.