Orçamento de Estado

Governo discorda de Constâncio sobre eventual aumento de impostos

Governo discorda de Constâncio sobre eventual aumento de impostos

 

Lusa / AO online   Economia   2 de Fev de 2010, 14:42

O ministro da Economia, Vieira da Silva, afirmou esta terça-feira que o Governo não subscreve a opinião do governador do Banco de Portugal, que afirmou que poderá ser necessário aumentar os impostos indirectos.
"É uma opinião do doutor Vítor Constâncio, não é uma opinião que o Governo subscreva”, disse o ministro da Economia à margem de uma conferência promovida pela Antena 1 e Jornal de Negócios com o tema “O Estado e a competitividade da economia portuguesa”.

“Julgo que o Governo deu já, no Orçamento para 2010, um sinal bem claro daquilo que entende serem os instrumentos necessários para repor Portugal numa trajetória daquilo que vinha seguindo”, de consolidação orçamental, explicou o ministro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.