Governo compra 51% da Sinaga por 800 mil euros

Governo compra 51% da Sinaga por 800 mil euros

 

Rui Jorge Cabral   Regional   3 de Fev de 2010, 15:00

O Governo Regional adquiriu 51 por cento do capital da Sinaga por 800 mil euros à sociedade GEAD, cujo rosto na administração da açucareira açoriana era o empresário Emanuel Sousa.

O anúncio foi feito pelo vice-presidente do Governo Regional, Sérgio Ávila, que justificou a compra da Sinaga pelo Governo com o "interesse público" da viabilização desta empresa para a economia açoriana, pelo facto da compra da empresa não ferir a concorrência uma vez que esta opera sozinha no mercado e pela manutenção dos seus cerca de 120 postos de trabalho directos e indirectos.

Sérgio Ávila garantiu também que o Governo Regional não vai entrar, para já, no capital de mais nenhuma empresa açoriana, pondo fim à especulação sobre o eventual regresso da Verdegolf ao sector público.

O Governo Regional estabeleceu um plano de viabilização da Sinaga a quatro anos, até 2013, que prevê o aumento em quase quatro vezes da produção local de beterraba, das actuais 6,6 mil toneladas para 22,8 mil e a redução em 750 mil euros/ano dos custos administrativos e de funcionamento da Sinaga.

"A aquisição pelo Governo Regional da maioria do capital social da Sinaga tem um carácter absolutamente excepcional, justificando-se apenas pelo grave impacto económico e social que o encerramento de uma unidade fabril com estas características teria para a Região", afirmou Sérgio Ávila.

O Governo Regional pretende voltar a vender a privados os 51 por cento da Sinaga que agora comprou, após 2013.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.