Saúde

Governo alerta para riscos do consumo de lagostins das lagoas

Governo alerta para riscos do consumo de lagostins das lagoas

 

Lusa / AO online   Regional   4 de Ago de 2010, 15:56

O Governo Regional dos Açores alertou esta quarta-feira para os riscos para a saúde pública que representam os lagostins capturados nas lagoas do arquipélago, apelando a que não sejam comercializados nem consumidos.

Atendendo à presença de espécies de cianobactérias na água das lagoas, o lagostim pode apresentar risco para a saúde animal e humana pois tem a capacidade de acumular toxinas produzidas por cianobactérias no hepatopâncreas, levando à transferência desta toxina para humanos”, refere uma nota divulgada pela Secretaria Regional do Ambiente.

O documento salienta que “a intoxicação de pessoas por cianotoxinas pode provocar distúrbios gastrointestinais, hepáticos, respiratórios, alérgicos e até a morte, nos casos mais graves”.

Este alerta surge na sequência da monitorização que tem sido feita a populações do denominado Lagostim da Luisiana (Procambarus clarkii), uma espécie invasora que foi observada pela primeira vez em S. Miguel, concretamente na Lagoa do Peixe, em Agosto de 1993.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.