Automóvel

Governo alemão com dúvidas sobre plano de reestruturação da Opel


 

Lusa / AO online   Economia   12 de Fev de 2010, 11:09

O ministro da Economia alemão admitiu dúvidas sobre o plano de reestruturação apresentado pela Opel, que pediu a ajuda de Berlim para financiar a sua recuperação, segundo a imprensa alemã.
"Existem motivos para duvidar da viabilidade" do plano da Opel, de acordo com um documento interno do ministério citado pela revista der Spiegel na edição que vai para as bancas segunda-feira, tendo partes do artigo já sido divulgadas.

A intenção de despedir 8.300 pessoas, das quais metade na Alemanha, parece não ser "inteiramente justificada", segundo o mesmo documento.

As autoridades alemãs temem igualmente que parte dos 1,5 mil milhões de euros que a Opel terá pedido seja usado para pagar ao grupo norte-americano General Motors sob a forma de taxas sobre as licenças de operação, acrescenta o Der Spiegel.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.