Genuíno Madruga inicia travessia do Oceano Índico

Genuíno Madruga inicia travessia do Oceano Índico

 

Lusa/AO   Regional   5 de Set de 2008, 10:08

O velejador açoriano Genuíno Madruga já está de novo no mar alto, depois de ter saído do porto de Benoa, Bali, na Indonésia, rumo às ilhas Maurícias, segundo o seu diário de bordo.
A mais de meio caminho de completar a sua segunda viagem de circum-navegação, em solitário, o velejador prepara-se agora para a longa travessia do Oceano Índico, numa distância superior a 3.400 milhas náuticas.

    Para já, as condições meteorológicas à saída da Indonésia estão favoráveis para o 'skipper' açoriano e para o seu veleiro, o "Hemingway", mas Genuíno Madruga já sabe que irá encontrar, dentro de uma semana, mais agitação marítima, provocada pela previsível passagem de frentes a Sul.

    No seu diário de bordo, disponível no site www.genuinomadruga.com, na Internet, o velejador recorda, com alguma "angústia", a anterior travessia do Oceano Índico, durante a primeira volta ao mundo, quando a sua embarcação ficou sem mastro e sem velas durante um grande temporal.

    O velejador espera fazer esta travessia em menos de 30 dias, embora o tempo que irá levar a concluir esta longa viagem dependa, naturalmente, das condições climatéricas que encontrar.

    Para trás, fica uma das mais emotivas e marcantes escalas de Genuíno Madruga, quando aportou em Timor Leste e foi recebido pelos habitantes e pelas autoridades, nomeadamente pelo Presidente da República, Ramos Horta, assim como pelos agentes da GNR que estão destacados no país.

    A aventura do Genuíno Madruga à volta do mundo, que teve início em Agosto de 2007 nas Lajes do Pico, de onde é natural, está cada vez mais perto do fim.

    Esta segunda viagem de circum-navegação é intitulada "O Desafio do Cabo Horn", o cabo situado no extremo sul da América latina, que atravessou no início do ano e que é conhecido pelos seus ventos e correntes muito fortes.

    Genuíno Madruga realizou a sua primeira viagem à volta do mundo, em solitário, entre Outubro de 2000 e Maio de 2002, na altura com partida e chegada no porto da Horta.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.