Futuro da Internet reúne especialistas de 17 países

Futuro da Internet reúne especialistas de 17 países

 

Lusa/AO Online   Nacional   3 de Nov de 2009, 17:00

A cooperação em temas sobre o futuro da Internet reúne uma centena de especialistas de 17 países ibero-americanos, hoje e quarta-feira em Lisboa, no âmbito dos encontros de preparação da Cimeira Ibero-americana.

O objectivo do encontro é analisar as políticas de estímulo à inovação e ao conhecimento em Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), envolvendo os sectores público e privado, incluindo administrações públicas, organizações internacionais, universidades, instituições científicas, empresas e organizações não governamentais com actividades neste área.

O encontro inclui uma sessão de apresentação de várias boas-práticas no espaço Ibero-Americano nos temas abordados no encontro, como a Web colaborativa e interactiva, o desenvolvimento das empresas na área das TIC - Incentivar um ecossistema digital Ibero-Americano e as e-Ciência e e-Inovação, entre outros.

A iniciativa desenvolve-se no âmbito do IV Encontro sobre os Objectivos do Milénio da ONU e as TIC e faz parte do envolvimento de entidades públicas, empresas e sociedade civil para dar contribuições para a reunião Interministerial Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo, que se realiza de 29 de Novembro a 01 de Dezembro.

A organização foi da UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento (UMIC), conjuntamente com a Associação Ibero-Americana de Centros de Investigação e Empresas de Telecomunicações (AHCIET), uma organização privada sem fins lucrativos constituída por mais de 50 operadores e empresas.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, José Mariano Gago, encerra na quarta-feira o encontro sobre os Objectivos do Milénio da ONU e as TIC, dedicado às Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), Inovação e Conhecimento.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.