Fundos de pensões deram lucro em Julho depois de três meses de perdas


 

Lusa / AO online   Economia   2 de Ago de 2010, 18:03

Os fundos de pensões tiveram rentabilidade positiva em Julho, depois de três meses consecutivos de comportamento negativo, divulgou hoje um estudo da Towers Watson.
“A conjugação de índices seleccionados com a carteira do estudo, a 31 de Março de 2010, produz uma expectativa de retorno médio de 1,2 por cento (efectivo) para os fundos de pensões portugueses durante o mês em estudo”, consideraram os autores do relatório.

A contribuir para o desempenho positivo estiveram as acções, que representaram “24 por cento da carteira total”.

Estes títulos tiveram em Julho “a melhor performance dos últimos 12 meses” devido ao “optimismo em relação ao desempenho da banca europeia nos testes de stress, os bons resultados apresentados pelas empresas nos Estados Unidos e por alguns indicadores positivos na zona euro”.

Ainda assim, os fundos foram pressionados por indicadores económicos negativos, sobretudo nos Estados Unidos.

A Towers Watson estima que os fundos de pensões portugueses tenham uma rentabilidade não anualizada de 1,2 por cento no segundo trimestre e de 1 por cento desde Janeiro até final de Julho.

No primeiro trimestre, os fundos de pensões portugueses tiveram 1 por cento de rentabilidade.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.