FOXlife e Priberam alteram a palavra "mulher" no dicionário

FOXlife e Priberam alteram a palavra "mulher" no dicionário

 

Lusa/AO online   Nacional   22 de Mai de 2018, 09:07

O canal televisivo FOXlife e o dicionário ‘online’ Priberam, que desafiaram os portugueses a participar na revisão da palavra “mulher” no dicionário, revelam hoje o resultado após a análise de mais de 500 propostas.

Após a análise das propostas, no dicionário ‘online’ Priberam, a palavra mulher encontra-se definida como “ser humano do sexo feminino ou do género feminino; pessoa do sexo ou género feminino, depois da adolescência; pessoa do sexo ou género feminino casada com outra, em relação a esta; pessoa do sexo ou género feminino com quem se mantém uma relação sentimental e/ou sexual; conjunto de pessoas do sexo ou género feminino; que tem qualidades ou atributos considerados tipicamente femininos (ex: mulher da vida: [depreciativo] meretriz, prostituta; mulher de armas [figurado] corajosa, guerreira, lutadora”. Palavras relacionadas: mulherzinha, mulherinha, feminino, mulheraça, mulheril, supermulher, mulherada.

Durante três semanas, o movimento “A palavras mulher definida por nós” levou a que centenas de pessoas deixassem o seu contributo no site www.palavramulher.pt, uma vez que a evolução do papel da mulher na sociedade se encontra alterado mas o significado ainda não refletia essa mudança nos dicionários.

Antes da revisão das propostas, a palavra mulher encontrava-se definida no dicionário Priberam como “pessoa adulta do sexo feminino; conjugue ou pessoa do sexo feminino com quem se mantém uma relação sentimental e/ou sexual; pejorativo: mulher pública: meretriz”.

Na opinião de Cláudia Pinto, linguista da Priberam, “a versão agora online é bastante mais completa e ajustada ao uso real”.

As cantoras Simone de Oliveira e Gisela João, o estilista Luís Buchinho, a atleta Vanessa Fernandes, a cientista Raquel Oliveira e o ‘Chef’ José Avillez contribuíram também para esta iniciativa com o seu testemunho sobre o papel da mulher na sociedade e a definição de mulher em 2018.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.