Fotografias premiadas sobre drama dos migrantes em exposição nos Açores

Fotografias premiadas sobre drama dos migrantes em exposição nos Açores

 

Lusa/AO online   Cultura e Social   20 de Set de 2018, 20:09

Um conjunto de fotografias premiadas sobre o drama dos migrantes na Europa, da autoria do fotógrafo Rui Caria, vai ser apresentado a partir de sábado no Centro de Artes Contemporâneas Arquipélago, nos Açores.

O autor da mostra, denominada “Os Refugiantes”, que irá estar patente na Ribeira Grande, ilha de São Miguel, até 28 de outubro, refere à agência Lusa que este é um retrato de uma história contemporânea que “está a acontecer neste preciso momento”, com pessoas recolhidas no mar, oriundas de países “retalhados e despedaçados".

O profissional de comunicação social especifica que há pessoas que "partem nestas embarcações precárias para fugir de uma guerra, mas outros existem que vão à procura de melhores condições de vida na Europa por não as encontrarem num país mais ou menos normal”.

Sem ter a pretensão de dar respostas, mas “mostrar apenas história contemporânea”, Rui Caria explica que “veem misturados nas mesmas embarcações, com pouquíssima navegabilidade, pessoas com chinelos e outras muito bem vestidas”.

“Há de tudo. Chamei-lhes ‘refugiantes’ porque durante o mês que lá estive não percebi a diferença entre refugiados e imigrantes ilegais”, declara o fotógrafo, para quem esta exposição poderia ser permanente por ser um trabalho pleno de atualidade.

Quem se deslocar ao arquipélago vai ser confrontado com uma exposição composta por 20 fotografias resultante de um trabalho desenvolvido durante 34 dias no Mediterrâneo, entre a Tunísia e Itália, a bordo do patrulha oceânico da Marinha portuguesa “Viana do Castelo”, cujos militares estiveram em ações de recolha e salvamento.

A seleção de fotografias agora apresentada recebeu o primeiro prémio no “Monovisions Photography Awards 2018 – Black & White Photojournalism Series of the Year 2018".

Este trabalho foi ainda menção honrosa no concurso "European Professional Photographer of the Year Awards 2018 – Reportage/Photojournalism", da Federação Europeia de Fotógrafos Profissionais.

Rui Caria, nascido na Nazaré, em 1972, e residente na Praia da Vitória, na ilha Terceira, começou em 1990 a realizar pequenos filmes comerciais, tendo-se tornado correspondente da TVI, onde permaneceu como repórter e editor de imagem até 2003.

É formador certificado na área multimédia, repórter e editor de imagem, correspondente nos Açores para a SIC desde 2006. Colabora como fotojornalista com alguns jornais nacionais e internacionais.

Vencedor e finalista de diversos concursos internacionais, as suas fotos estão publicadas em diversos livros internacionais de fotografia. Tem diversas fotos publicadas na imprensa nacional e internacional.

Em 2016, foi câmara de prata da Federação Europeia de Fotógrafos na categoria de fotojornalismo, na competição de fotógrafo europeu do ano de 2016.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.